Se desideri disbrigare telefonicamente qualsiasi genere di pratica, puoi contattarci al numero 913 342 196, disponibile 24 h su 24.
        Scrivere correttamente l’indirizzo email e la password.
        Hai dimenticato la password?

        Storia dell’edificio

        Un 'tempio consacrato alla salute'

        Tudo em La Toja é lendário: desde as histórias sobre como as virtudes curativas das suas águas termais foram descobertas até à revolução higiénica provocada pela sua Fábrica de sabonetes. Projetados pelo arquiteto Daniel Vázquez-Gulías, a ilha e o seu Gran Hotel foram, durante mais de cem anos, a casa de verão de importantes personalidades.

        Em 1841, o químico e farmacêutico Antonio Casares encontrou nas suas águas termais cálcio, ferro, magnésio e sódio, ideais para curar certas doenças. Anos mais tarde, o Marquês de Riestra, proprietário da ilha, apercebeu-se da oportunidade de negócio das termas.

        Depois de lançar um concurso internacional para a construção de um grande hotel termal, em 1907 o Gran Hotel foi inaugurado, obra do arquiteto orense Daniel Vázquez-Gulías. O edifício de dois corpos seguiu a estrutura das grandes termas da época: a francesa Vichy e a alemã Baden-Baden.

        Em 1989, o Clube Bildelberg escolheu este local para uma das suas reuniões anuais. Os seus membros, entre os quais o Rei e a Rainha da Bélgica, o magnata David Rockefeller e Henry Kissinger, escolheram-no pela sua absoluta tranquilidade. Durante esses anos, personalidades como Gabriel García Márquez ou Severo Ochoa também se hospedaram no local. O Prémio Nobel da Medicina descreveu o Grand Hotel como "um autêntico templo consagrado à saúde".

        Orari

        Ulteriori informazioni